DestaqueManchetesMundo

Arábia Saudita busca extradição de suspeitos de corrupção

FILE PHOTO - O príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman fala durante o encontro dos ministros de defesa da Coalizão Militar Islâmica Contra o Terrorismo em Riade, Arábia Saudita 26 de novembro de 2017. Bandar Algaloud / Cortesia do Royal Court / Folheto da Saudita via REUTERS

Jornal Folha de Goiás: 14 de janeiro de 2018 – 00:07

O Ministério Público da Arábia Saudita disse que buscará a extradição para os suspeitos de corrupção que vivem no exterior como parte de uma repressão de dois meses, que já contava com príncipes e magnatas.

Está sendo recolhida evidência contra “fugitivos” para proferir acusações contra eles e solicitar que governos estrangeiros os devolvam ao reino, disse Saud al-Muajab à revista Arrajol em uma entrevista publicada na quinta-feira.

Não ficou claro quantas pessoas estão sendo alvo, ou em que países.

As forças de segurança da Arábia reuniram dezenas de membros da elite política e comercial, mantendo-os no opulento hotel Ritz Carlton de Riyadh sob as ordens do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman.

O movimento foi faturado como uma guerra contra a corrupção desenfreada, mas também amplamente visto pelos analistas como ajudando o Príncipe Mohammed a consolidar seu controle sobre o poder depois de expulsar seu primo como herdeiro do trono no verão.

Autoridades sauditas estão negociando assentamentos com detidos, dizendo que pretendem recuperar fundos de US $ 100 bilhões que pertencem legitimamente ao estado.

Muajab disse no mês passado que a maioria dos detidos concordou em assentamentos para evitar acusações, enquanto o resto poderia ser mantido por vários meses.

Ele disse a Arrajol que aqueles que acabam no tribunal terão permissão para contratar advogados para defendê-los durante as fases de investigação e julgamento.

 

Tags: Mundo, Manchetes

Arábia Saudita busca extradição de suspeitos de corrupção
5 (100%) 1 vote
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *