Caiado enfatiza a urgência de ajustar indexador da dívida

Avalie o Post post

Em entrevista à Band News nesta segunda-feira (08/07), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, destacou a importância de rever o Regime de Recuperação Fiscal. Segundo Caiado, é essencial que o gestor público administre os recursos com transparência e honestidade, visando combater a corrupção que compromete a saúde fiscal dos estados.

Caiado ressaltou que a seriedade na gestão permite a recuperação econômica dos estados, citando Goiás como exemplo de superação. Desde que assumiu o governo, ele colocou o estado em Regime de Recuperação Fiscal, garantindo estabilidade econômica e independência financeira.

Durante a conversa com o jornalista Eduardo Castro, o governador explicou que a dívida pública estadual continua a crescer apesar dos pagamentos em dia, devido ao indexador CAM (menor variação acumulada entre IPCA mais 4% ou Selic), acrescido de juros remuneratórios de +4%. Isso impede a redução real da dívida.

Caiado enfatizou a necessidade de discutir um novo parâmetro no Congresso Nacional para que os pagamentos das parcelas da dívida resultem na sua diminuição efetiva. Ele destacou que, em 2015, a dívida nacional era de R$ 283 bilhões e, ao final de 2023, havia alcançado R$ 584 bilhões, sendo R$ 17 bilhões referentes a Goiás.

Segundo o governador, o atual indexador compromete os investimentos em áreas essenciais como saúde, educação e segurança. Ele propõe que o novo índice seja IPCA + 1%, com a criação de um fundo de equalização para reinvestir os recursos nos estados.

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo