DestaqueDra Eliza de OliveiraGoiâniaGoiásImprensaManchetesNotíciasSaúde

Geriatria Goiânia – Conheça os principais fatores de risco de quedas em idosos

A queda é um evento bastante comum em idosos. Muitas vezes é subestimada, como se fosse um mero acidente. Porém, queda é um capítulo importante da Geriatria. Costumamos dizer que uma queda é a ponta de um iceberg.

Isso porque pode sinalizar a fragilidade do idoso, o mau funcionamento do organismo, uma doença aguda ou crônica agudizada/descompensada. Uma queda pode ser o reflexo, por exemplo, da fraqueza muscular com instabilidade postural, medicamentos inapropriados, diabetes descompensado, hipotensão postural, obstipação, infecção urinária, acidente vascular cerebral, transtorno depressivo etc. Além das consequências, como fraturas, luxações e dor, as quedas podem causar perda da funcionalidade, dependência e institucionalização, sendo importante fator de aumento da mortalidade na população idosa.

 

Alguns dos fatores de risco que mais se associam às quedas são:

-Idade avançada (80 anos ou mais);

-Sexo feminino;

-História prévia de quedas;

-Sedentarismo;

-Fragilidade (perda de força e massa muscular, baixa energia para as atividades diárias, marcha lentificada são características visíveis do idoso frágil);

– Multimorbidades ( 3 ou mais doenças instaladas);

-Uso de sedativos, hipnóticos, ansiolíticos e polifarmácia (uso de 4 ou mais medicamentos);

– Doenças osteomusculares, Doença de Parkinson e demências.

 

A maioria das quedas acontece geralmente na casa do idoso, por isso o ambiente deve ser seguro, com iluminação adequada, barras de proteção no banheiro, nas escadas e nas paredes, piso antiderrapante, disposição adequada de móveis com espaço para livre circulação, caso haja necessidade de usar tapetes, estes devem ser antiderrapantes  etc.

Além disso, prevenção das quedas inclui a prática regular de atividade física supervisionada por um profissional habilitado, a hidratação e alimentação adequadas e o acompanhamento das doenças, limitações e dos medicamentos em uso. O Geriatra avalia o idoso de forma individualizada e integral, abordando todos os aspectos relacionados às quedas.

 

Projeto Cuidar

Geriatra

Dra Eliza de Oliveira Borges

CRM-GO 14388 RQE: 9751

 

Contato: (62) 3218-5034

Endereço: Viva Bem – Rua 132, nº 159, Setor Sul – Goiânia – Goiás.

CEP: 74935-210

Site: https://geriatriagoiania.com.br

 

Sobre a Dra Eliza de Oliveira Borges

– Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Goiás;

– Residência em Clínica Médica pelo Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO);

– Residência em Geriatria pelo Hospital de Urgências de Goiânia;

– Titulada em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG);

– Pós-graduação em Cuidados Paliativos pelo Instituto PalliumLatinoamérica / Medicina Paliativa, Buenos Aires- Argentina;

– Preceptora da Residência de Clínica Médica do Hospital Alberto Rassi- HGG;

– Integrante do Núcleo de Apoio ao Paciente Paliativo (NAPP), Hospital Alberto Rassi- HGG;

– Presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – Seção Goiás (gestão 2020- 2022)

Mostre mais

Dra. Eliza de Oliveira Borges

Dra. Eliza de Oliveira Borges é geriatra e fundadora do Projeto Cuidar – Geriatria Goiânia (https://geriatriagoiania.com.br). CRM-GO: 14388 RQE: 9751. Os artigos são de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do veículo, sendo de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo