Goiás lança o programa Goiás Resiliente durante a Semana do Meio Ambiente

O Governo de Goiás lançou, nesta quarta-feira (05/06), o Programa Goiás Resiliente, destinado a criar protocolos para emergências ambientais. O programa visa mapear áreas de risco e capacitar gestores municipais para enfrentar situações causadas por mudanças climáticas. A portaria foi assinada durante a abertura da Semana do Meio Ambiente, no auditório Mauro Borges do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia. Representando o governador Ronaldo Caiado, o vice-governador Daniel Vilela enfatizou a importância de preparar o estado para variações climáticas.

Durante o evento, Daniel mencionou a tragédia ocorrida no Rio Grande do Sul e salientou que desastres ambientais semelhantes têm ocorrido globalmente, demandando ações de planejamento. “Precisamos estar cada vez mais preparados e iniciar ações que possam preparar nosso estado e os municípios para as mudanças climáticas. Vamos unir governança e chamar os principais atores envolvidos, munidos com pesquisa e ciência”, afirmou ele.

Daniel Vilela também destacou a importância da sustentabilidade para o desenvolvimento econômico: “Não temos como ser um estado pujante sem equilíbrio dos recursos naturais. Nosso governador não mede esforços para cuidar do meio ambiente, e nossos produtores rurais são conscientes da necessidade de preservação ambiental para a continuidade das atividades agropecuárias”.

A secretária de Meio Ambiente, Andrea Vulcanis, afirmou que o programa Goiás Resiliente irá “preparar os municípios de Goiás para as mudanças climáticas”. “A ciência aponta que, aqui para o Centro-Oeste, os indicadores são de seca, mas também temos casos de inundação, então precisamos estar prontos”, ressaltou.

Durante o evento, foram assinados a portaria que instituiu a primeira reserva privada de desenvolvimento sustentável do país e o protocolo de intenções para estudo e instalação do Fórum Goiano de Mudanças Climáticas.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Leonardo Rezende, destacou que o crescimento da pecuária e da agricultura em Goiás é pautado pela sustentabilidade. “Aqui são elaboradas e executadas políticas públicas de sustentabilidade. Quero reiterar o compromisso da Secretaria de Agricultura em apoiar essas ações e parabenizar a equipe da Semad pelos resultados positivos”, declarou Rezende.

Convidado a falar em nome dos gestores municipais, o prefeito de Mineiros, Aleomar Rezende, classificou o evento como um “chamado urgente à ação”. Aleomar elogiou a iniciativa do governo de criar o programa Goiás Resiliente e afirmou que a realidade das mudanças climáticas não admite mais “adiamentos ou respostas tímidas”. A deputada estadual Rosângela Rezende, presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, disse que o Governo de Goiás tem o mérito de não tolerar transgressões ao Código Florestal e de promover a coexistência harmoniosa da economia com o Cerrado. “A agilidade dos serviços prestados pela Semad está colocando Goiás em um patamar elevado”, pontuou.

A proposta do Goiás Resiliente é contribuir para o fortalecimento das capacidades técnicas e operacionais das defesas civis municipais e outros agentes públicos, assim como incentivar a implementação de políticas de redução de riscos de desastres e medidas de adaptação no âmbito local. No primeiro momento, o Governo de Goiás vai trabalhar na elaboração de protocolos de emergências ambientais e produção de mapas de risco, considerando histórico e projeções. A etapa seguinte consiste na capacitação de gestores municipais e preparação de projetos para resolução de riscos em áreas prioritárias. “Importante dizer que as prefeituras estarão elegíveis para captar recursos nacionais e internacionais quando estiverem preparadas”, complementa a secretária Andrea Vulcanis.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo