Goiás registra três casos suspeitos de febre amarela e causa preocupação

Jornal Folha de Goiás: 27 janeiro 2017 – 19:59

Em Goiás,três casos suspeitos de febre amarela estão sendo investigados pela Secretária de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO).Esse casos ocorreram nas cidades de Luziânia, Novo Gama e Piranhas. Em um deles o paciente morreu.

Segundo a gerente de vigilância epidemiológica da SES-GO, Magna Maria de Carvalho, no caso em Piranhas, foi registrado a suspeita de febre amarela também em Minas Gerais de onde o paciente é oriundo. No primeiro exame deu negativo, mas como foi feito bem no começo, esta aguardando o resultado de um segundo exame para confirmar o resultado negativo.

Em Novo Gama, a paciente é uma gestante de 34 anos que continua internada. No terceiro caso, o paciente, de 58 anos, morreu em Luziânia. No entanto, Magna fez questão de destacar que além da febre amarela estão sendo investigadas outras doenças.

Em coletiva na manhã desta sexta-feira (27), Magna tranquilizou a população. Disse que apesar de Goiás ser um Estado endêmico para febre amarela, ter registrado alguns casos,94% da população esta vacinada.

Ela também explicou quem já tomou as duas doses da vacina não precisa se vacinar novamente, pois não existe mais a recomendação para reforço a cada 10 anos.

Essa recomendação só ocorre para quem não tomou a segunda dose ou nunca se vacinou e para pessoas oriundas de outros Estados onde não era recomendada a vacina. Quem tomou uma dose ou nunca se vacinou devem procurar as unidades de saúde. A proteção só ocorre 10 dias após a vacinação.

Leia mais no Jornal Folha de Goiás:

Febre amarela,vacina,mosquito,aedes aegypt,Goiás,Goiânia,Luziânia,Novo Gama,
Piranhas,notícias Goiás,,notícias Goiânia,últimas notícias,jornal Goiás,
jornal Goiânia,surto de febre amarela,

 

Mostre mais

Eduardo Silva - Opinião Pública

Eduardo Silva é servidor da Secretaria de Estado da Saúde, graduado em Administração de Empresas e cursando Pós-graduação em Gestão de Cidades e Planejamento Urbano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo