Goiás será referência no meio ambiente, diz Caiado ao dar posse a concursados na Semad

Já assinaram termo de efetivo exercício 80 técnicos e analistas ambientais aprovados em certame realizado em março. Eles vão atuar na fiscalização, licenciamento ambiental, outorga e gestão de unidades de conservação. Ao todo, 98 vagas serão preenchidas

Avalie o Post post

O quadro de servidores efetivos do Estado de Goiás ganhou mais 80 técnicos e analistas ambientais que vão ocupar vagas na Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad). Ao dar posse aos novos colaboradores nesta quarta-feira (20/09), o governador Ronaldo Caiado celebrou o fortalecimento do serviço público, que ganha o reforço de servidores efetivos.

“A política ambiental está na pauta do mundo todo e temos que dar o bom exemplo. Goiás, por ser o mais central estado do Brasil, precisa ser referência no meio ambiente, assim como somos na segurança, educação, saúde e programas sociais”, disse Caiado, reforçando a relevância da pasta neste processo. “Temos uma estrutura capaz de atender essa demanda. Quando chegamos ao governo, a Secretaria do Meio Ambiente, ao invés de atender a população, era muito mais usada para o interesse político-partidário. Isso nós mudamos em Goiás, trazendo pessoas tecnicamente qualificadas”.

Os novos técnicos e analistas ambientais foram aprovados em concurso público de março deste ano, com mais de 9,1 mil inscritos. Ao todo, 98 vagas serão preenchidas, com utilização também do cadastro de reserva. A iniciativa significa mais um compromisso resgatado pelo governador, que já contabilizou oito concursos em seus mandatos. “Precisamos criar uma cultura para que as pessoas que ocupam as secretarias técnicas sejam qualificadas. Eu dou total autonomia aos meus secretários, mas cobro resultados”, salientou Caiado.

Titular da Semad, Andréa Vulcanis frisou que ser servidor vai muito além dos interesses pessoais. “É entender que há um sacrifício envolvido porque nós estamos cuidando do meio ambiente. É algo muito maior”. Ela destacou ainda o serviço público de qualidade prestado pela pasta. “Somos um país continental com clima favorável, abundância de águas e de recursos naturais. Com o trabalho que fazemos na Semad estamos dando o exemplo para o mundo”.

O reforço chega para colaborar para a manutenção da política de meio ambiente estadual, que almeja o uso racional dos recursos naturais; a valorização economica de áreas com vegetação nativa que sustentam o equilíbrio ecológico; a oferta de serviço público ágil e eficiente; bem como a tolerância zero com crimes e infrações ambientais. “O mundo passa por uma grande transformação, mas a Semad está consciente do desafio que é fazer com que Goiás cresça, ao mesmo tempo preservando recursos naturais”, afirmou o Secretário de Estado da Administração (Sead), Sérvulo Nogueira.

Formação
Os novos servidores passarão inicialmente por curso de formação promovido pela Semad, com 25 professores que integram o quadro de gerentes e superintendentes da própria secretaria. A capacitação ocorre em duas etapas e prossegue até novembro. O curso vai abordar áreas de atuação do órgão estadual como fiscalização, licenciamento ambiental, outorga e gestão de unidades de conservação.

Há ainda previsão de visitas técnicas ao Parque Estadual Altamiro de Moura Pacheco (Peamp), a uma estação hidrológica, à estação de qualidade do ar automática que funciona no pátio do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol) e ao aterro sanitário Resíduo Zero, em Guapó.

“Em um cenário de degradação ambiental que a gente tem no Brasil, de biomas como o cerrado, e o trabalho da Secretaria do Meio Ambiente é fundamental, tanto para licenciar atividades nos setores primário, secundário e de serviços, bem como para fiscalizar a execução dessas atividades econômicas”, pontuou Tiago Rocha, analista ambiental empossado. “Penso mais no Estado como regulador das atividades humanas, para que elas respeitem o meio ambiente e possam garantir desenvolvimento sustentável agora e para gerações futuras.”

Valorização
O Governo de Goiás possui cerca de 96 mil servidores ativos e tem priorizado manter, apesar das limitações orçamentárias, a valorização dos profissionais, como a correção salarial da data-base. Em 2023, o Estado concedeu reajuste de 5,93% aos servidores públicos, índice aplicado em duas etapas: a primeira, de 2,92%, foi repassada em maio e a segunda, também de 2,92%, será paga no mês de outubro.

A correção salarial considera o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e atende aos servidores civis e militares, ativos, aposentados, pensionistas e empregados públicos do Poder Executivo, Judiciário, da Assembleia Legislativa, do Ministério Público e dos Tribunais de Contas do Estado e dos Municípios de Goiás.

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo