BrasilDestaqueEconomiaGoiâniaGoiásManchetes

Jornais de Goiás – Guedes diz que governo não vai interferir na política de preços da Petrobras

A decisão de suspender o reajuste do diesel provocou queda no valor das ações da petroleira na Bolsa de Valores de São Paulo.

O governo não vai manipular o preço do diesel: a declaração é do ministro da Economia Paulo Guedes, feita nessa terça-feira (16) depois da reunião com o presidente Jair Bolsonaro com a participação do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, e do ministro de Minas e Energia, Bento Alburquerque.

Em coletiva de imprensa, Guedes afirmou que quem decide sobre o aumento do diesel é a Petrobras. Ele revelou que no encontro liderado por Bolsonaro ficou claro que está fora de questão qualquer proposta de manipulação de preços na Estatal.

Sobre a ligação do presidente Jair Bolsonaro ao presidente da Petrobras na sexta-feira (12),  Paulo Guedes disse que a preocupação de Bolsonaro era natural.

Na última semana, a Petrobras havia anunciado um reajuste de 5,74% do no preço do óleo diesel nas refinarias, mas a medida foi suspensa a pedido do presidente da República. Segundo o governo, Bolsonaro queria entender aspectos técnicos da decisão da Petrobras.

Bento Albuquerque informou que a reunião foi para esclarecer ao presidente Bolsonaro como funciona o processo de formação de preços dos combustíveis com a pratica de preço adotada pela Petrobras desde 2002.

Guedes disse ainda ficou acordado com a Petrobras que a empresa vai adotar uma politica de transparência maior em relação a politica de preços.

O ministro reiterou que, no médio prazo, o governo pretende fazer privatizações no setor de distribuição de petróleo e gás e mudar a regulamentação para atacar monopólios e cartéis no mercado de energia.

Avalie esta postagem
Tags

# EBC

EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo