DestaqueManchetesMundo

Jornal de Goiânia – Greve por falta de funcionários fecha Louvre em Paris

A equipe do Louvre, em Paris, entrou em greve nesta segunda-feira, forçando o museu a fechar e desapontando os turistas que esperavam ter um vislumbre da Mona Lisa e de outras obras-primas.

De acordo com o museu, o motivo da greve era que a quantidade de funcionários não era mais suficiente para lidar com o crescente número de visitantes.

“Devido a uma greve da recepção e da equipe de segurança ligada ao alto número de visitantes, o Louvre estará excepcionalmente fechado na segunda-feira”, disse o museu no Twitter.

O sindicato Sud Cultura Solidaires disse em um comunicado que o Louvre estava “sufocando” e os funcionários estavam sendo sobrecarregados pelo número de visitantes.

“A equipe notou uma deterioração sem precedentes nas condições de trabalho e de visita”, afirmou.

“Mais de 10 milhões de pessoas visitaram o Louvre em 2018. Embora o número de visitantes tenha crescido mais de 20% desde 2009 … o número de funcionários está caindo”, disse o sindicato.

O sindicato da CGT Culture disse que 150 funcionários do museu se reuniram do lado de fora do Ministério da Cultura em Paris para protestar “contra a escassez de pessoal”.

O Louvre disse que reembolsaria os visitantes que compraram ingressos para segunda-feira.

Geralmente é particularmente movimentado às segundas-feiras, pois é um dos poucos museus de Paris a ficar aberto em um dia em que muitos outros se fecham.

Esta não é a primeira vez que os trabalhadores do Louvre fizeram uma greve por causa das condições: em abril de 2013, a equipe de funcionários se manifestou devido a um surto de batedores de carteiras direcionados aos turistas.

Tags
Mostre mais

# Mariane Souza

Mariane é jornalista.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar