DestaqueManchetesMundo

Jornal Folha de Goiás – 52 pessoas mortas no ônibus do Cazaquistão

O fogo se espalhou muito rapidamente, esvaziando o ônibus e matando 52 das 57 pessoas a bordo, disseram autoridades cazaques

Jornal Folha de Goiás: 18 de janeiro de 2018 – 12:48

Cinquenta e duas pessoas foram mortas na quinta-feira, quando o ônibus da Rússia que estava viajando atraiu fogo no Cazaquistão, disse o ministério dos serviços de emergência da nação da Ásia Central.

“No dia 18 de janeiro às 10h30 (04h30 GMT), um ônibus pegou fogo … 55 passageiros e dois motoristas estavam a bordo. Cinco pessoas que conseguiram escapar estão recebendo assistência médica. O resto morreu no local”, o Ministério disse, sem elaborar a causa do incêndio.

Todos os que morreram acreditam ser cidadãos da Uzbequistão, disse um funcionário do ministério do Interior à agência de notícias Interfax-Cazaquistão. A mídia cazaque informou que eram trabalhadores migrantes que viajavam para a Rússia.

O ministério dos serviços de emergência do Uzbequistão disse que abriu uma linha direta.

O veículo foi registrado no Cazaquistão, informou o funcionário do Ministério dos Serviços de Emergência, Ruslan Imankulov, à AFP. Ele disse que o fogo se espalhou muito rapidamente.

– Circuito curto culpado –

As autoridades regionais do serviço de emergência inicialmente culparam o incêndio em um curto circuito e disseram que o ônibus estava sobrecarregado, informou a agência de notícias Interfax-Kazakstan.

O representante do Ministério, Imankulov, não confirmou isso, dizendo a AFP: “É muito cedo para falar sobre os motivos do incêndio”.

O pânico estourou a bordo do ônibus, dificultando a evacuação, enquanto os sobreviventes conseguiram escalar uma porta e uma janela, informou o site de notícias do Cazaquistão, BNews.

Dois dos sobreviventes sofreram queimaduras em suas mãos, funcionários de serviços de emergência disseram à AFP, enquanto outros sofreram lesões menores.

O ministério dos serviços de emergência do Cazaquistão disse que estava viajando da cidade do sul do Cazaquistão de Shymkent para a cidade russa de Samara no rio Volga, uma distância de quase 1.900 quilômetros (1200 milhas).

As transmissões de vídeo da mídia russa e cazaque mostraram fumaça negra e chamas que se espalhavam do veículo que haviam virado através de um trecho plano de escultura de estradas através de uma estepe coberta de neve. Uma fotografia tirada mais tarde mostrou o veículo completamente carbonizado.

O ministério de investimentos e desenvolvimento do Cazaquistão disse que o veículo era um ônibus Setra alemão de 29 anos de idade.

O acidente é um dos mais mortíferos nos últimos cinco anos, com a pior incidência no Afeganistão em 2016, quando dois ônibus colidiram com um petroleiro, matando pelo menos 73 pessoas.

A tragédia, que ocorreu perto da cidade de Aktobe, destaca a alta taxa de acidentes do transporte de passageiros na região.

Em outubro do ano passado, um ônibus caxagão registrado com passageiros uzbeque foi atingido por um trem na Rússia depois de quebrar as trilhas, matando 19 a bordo do ônibus.

Em 2015, 16 pessoas, incluindo três crianças, morreram no Cazaquistão quando um minibus colidiu com uma van em 20 de abril de 2015.

 

Tags: Mundo, Manchetes

Tags
Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar