Jornal Folha de Goiás – Alemanha enfrenta grande buraco no orçamento, com a desaceleração da economia: documento do Ministério das Finanças

A Alemanha enfrenta um déficit orçamentário de cerca de 25 bilhões de euros (US $ 28,6 bilhões) até 2023, já que uma desaceleração econômica significa que as receitas fiscais ficarão abaixo das estimativas anteriores, mostrou um documento do Ministério das Finanças obtido pela Reuters.

As tensões comerciais globais e a preocupação com o Brexit já levaram a Alemanha a reduzir sua previsão de crescimento para este ano de 1,8 por cento, ante 1,8 por cento antes do fim do boom econômico de uma década na Europa.

O documento do ministério, preparado pelo ministro das Finanças Olaf Scholz para apresentar aos colegas do gabinete, apontou para déficits orçamentários anuais de 5 bilhões de euros até e incluindo 2022.

A perspectiva de déficits orçamentários representa uma deterioração dramática nas finanças da maior economia da Europa, que registrou um superávit orçamentário para o governo federal de cerca de 11 bilhões de euros no ano passado.

O documento destacou mais riscos para o orçamento, incluindo os custos relacionados à saída da energia do carvão.

Os aliados da chanceler Angela Merkel, que lidera uma coalizão governante de seus conservadores e dos social-democratas de centro-esquerda (SPD), pressionam para que o governo reduza a carga tributária para os ricos.

Tanto o bloco conservador de Merkel quanto os social-democratas estão procurando energizar seus filantropos e reconquistar os eleitores antes das eleições européias e regionais a partir de maio.

Scholz, um social-democrata, pediu aos ministros que economizem.

“Os investimentos serão realizados no nível de 2019”, diz o documento do ministério, acrescentando que os custos de pessoal seriam congelados.

(US $ 1 = 0,8734 euros)

Avalie esta postagem

# Joana Silva

Joana é colunista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo