BrasilDestaqueGoiâniaGoiásManchetesSaúde

Jornal Folha de Goiás – Brasil tem 38.406 mortes e mais de 730 mil casos de Covid-19

No boletim divulgado na noite dessa terça-feira (9), o Brasil registrou 32.091 novos casos da Covid-19 e 1.272 novas mortes. Com isso, já são 739.503 pessoas que testaram positivo e, dessas, 38.406 morreram por causa da doença.

O Ministério da Saúde retomou a divulgação completa dos dados da pandemia. Foi depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, atendeu a um pedido de partidos da oposição e determinou que o governo voltasse a divulgar da mesma forma que fazia até a última quinta-feira (4).

Nessa terça-feira, o ministro interino da Saúde Eduardo Pazuello disse que, com mais informações, ainda esta semana será possível colocar no ar uma nova plataforma de dados, que ele chama de BI.

A declaração foi feita na audiência pública que durou quase três horas, na Comissão Externa de Enfrentamento ao Coronavírus na Câmara dos Deputados. A sabatina de Pazuello com deputados se concentrou na forma de divulgação dos dados sobre a pandemia no Brasil.

O ministro justificou a mudança na divulgação dos dados sobre as mortes causadas pela Covid-19. A proposta de Pazuello é que os números sejam acrescentados de forma retroativa, no dia em que a morte ocorreu e não no dia em que os exames confirmaram que a causa foi a infecção pelo novo coronavírus.

Eduardo Pazuello anunciou, ainda, que o ministério pretende fazer duas mudanças nas orientações a prefeitos e governadores. A primeira é para que eles padronizem a testagem, para que os dados sejam mais confiáveis. A outra instrução é para que todas as pessoas com sintomas de Covid-19 procurem atendimento médico. Até mesmo aquelas com sintomas leves e que, inicialmente, recebiam a orientação para ficar em casa. Para o ministro da Saúde, o atendimento médico precoce pode evitar que a situação fique mais grave.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, do Democratas, lembrou a decisão do Supremo que declarou a autonomia de estados e municípios com relação às medidas de isolamento social. E destacou a importância do papel do Ministério da Saúde.

De acordo com o ministro interino da Saúde Eduardo Pazuello, os dados de contágio precisam ser analisados regionalmente, porque podem sofrer mudanças devido às condições climáticas.

Tags
Mostre mais

# EBC

EBC

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar