DestaqueEconomiaManchetesMundo

Jornal Folha de Goiás – Casa Branca avança vendas de drones e mísseis para Taiwan

A Casa Branca está avançando com mais vendas de equipamentos militares sofisticados para Taiwan, dizendo ao Congresso nesta terça-feira (13/10) que vai tenrar vender drones MQ-9 e um sistema de mísseis defensivos costeiros, disseram cinco fontes familiarizadas com a situação.

Essas possíveis vendas seguem três outras notificações, que atraiu a ira da China na corrida para a eleição de 3 de novembro nos EUA.

A China considera Taiwan uma província rebelde que prometeu se reunir com o continente, pela força se necessário.

Em setembro sete grandes sistemas de armas estavam abrindo caminho no processo de exportação dos EUA, enquanto o governo Trump aumentava a pressão sobre a China.

A pré-notificação ao Congresso para o caso do drone MQ-9 é a primeira depois que a administração do presidente Donald Trump avançou com seu plano de vender mais drones para mais países, reinterpretando um acordo internacional de controle de armas chamado de Missile Technology Control Regime (MTCR).

A outra pré-notificação do Congresso na terça-feira foi para mísseis antinavio Harpoon baseados em terra, feitos pela Boeing Co, para servir como uma defesa costeira contra mísseis de cruzeiro.

Os comitês de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos e os comitês de Relações Exteriores da Câmara dos Representantes têm o direito de revisar e bloquear as vendas de armas em um processo de revisão informal antes que o Departamento de Estado envie sua notificação formal ao Poder Legislativo.

Líderes dos comitês de Relações Exteriores do Senado e de Relações Exteriores da Câmara dos Representantes foram notificados de que as vendas planejadas de armas foram aprovadas pelo Departamento de Estado dos EUA, que supervisiona as vendas militares estrangeiras, disseram as fontes, que estão familiarizadas com a situação, mas não quiseram ser identificadas.

As notificações informais foram enviadas ao Congresso sobre um lançador de foguetes fabricado pela Lockheed Martin Corp, chamado Sistema de Foguete de Artilharia de Alta Mobilidade (HIMARS), mísseis ar-solo de longo alcance fabricados pela Boeing chamados SLAM- ER e pods de sensores externos para jatos F-16 que permitem a transmissão em tempo real de imagens e dados da aeronave de volta às estações terrestres.

Mostre mais

# João Nunes

João Nunes é colunista convidado do Rio de Janeiro, especialista em economia, mercado, agronegócio, Brasil e mundo. E-mail: opiniao@folhadegoias.info.    Os artigos são de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do veículo, sendo de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo