AgronegócioDestaqueEconomiaManchetes

Jornal Folha de Goiás – Grupo agrícola dos EUA quer definição estrita de ‘carne’

Os agricultores e produtores de carne bovina dos Estados Unidos uniram forças para convencer o governo a impedir que o rótulo de "carne" seja usado em qualquer coisa que seja cultivada em laboratório, e não no casco.

Um importante grupo agrícola dos EUA, na terça-feira, apoiou o esforço de manter o rótulo “carne” fora dos produtos criados em laboratório, incluindo aqueles que empregam células animais.

O National Farmers Union apoiou uma petição da Associação de Pecuaristas dos EUA, apelando ao Departamento de Agricultura dos EUA para barrar o termo “carne” para produtos de carne alternativos.

“Estamos preocupados com a recente introdução de alimentos compostos por fontes alternativas de proteína que estão sendo rotulados e comercializados como ‘carne'”, disse Roger Johnson, presidente da NFU.

Ele disse que sua organização “abraça novas oportunidades … incluindo o desenvolvimento de mercados para proteínas baseadas em plantas e insetos”.

“No entanto, acreditamos que todos os produtos alimentícios devem ser claramente rotulados de uma maneira que ajude os consumidores a tomar decisões conscientes e que os produtores possam diferenciar seus produtos.”

Os produtos cultivados em laboratórios que utilizam células animais “não são derivados de animais nascidos, criados e colhidos de maneira tradicional, e não devem ser autorizados a ser comercializados como ‘carne'”, acrescentou Johnson.

A petição da associação de pecuaristas, datada de 9 de fevereiro, observou que alguns grandes frigoríficos e empresas de outros países estavam investindo em produtos sintéticos cultivados em laboratórios usando células animais e conhecidos como carne “in vitro”, “carne biológica”, “carne limpa” ou “carne cultivada”.

“Produtos alternativos, como os descritos acima, não devem ser rotulados como carne bovina”, disse a petição.

Qualquer coisa chamada carne, “é entendida como derivada de tecido animal ou carne para uso como alimento”, disse a petição dos pecuaristas.

Jornal Folha de Goiás – Grupo agrícola dos EUA quer definição estrita de ‘carne’
5 (100%) 1 vote
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *