Jornal Folha de Goiás – INCA estima 704 mil novos casos de câncer anualmente até 2025

Hábitos de vida e aspectos socioculturais ajudam a compor a distribuição geográfica da incidência e tipos

O mais recente levantamento de tendência da evolução dos tipos de câncer no país, elaborado pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), do Ministério da Saúde, alerta para um cenário de 704 mil novos casos anualmente entre 2023 e 2025. Os dados da pesquisa Estimativa 2023 – Incidência de Câncer no Brasil foram apresentados nesta quarta-feira (23), durante uma das atividades que antecedem o Dia Nacional de Combate ao Câncer, em 27 de novembro.

O cálculo é fundamentado nos casos novos, provenientes dos Registros de Câncer de Base Populacional (RCBP), e no número de óbitos do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM). O estudo revela quais as principais regiões mais afetadas e os tipos associados. Nas projeções para os próximos três anos, 70% dos casos estão previstos para as regiões Sul e Sudeste. O câncer de mama em mulheres, o de próstata em homens e o de cólon e reto são os três tipos mais incidentes nessas duas regiões, seguidas pelo Norte e Nordeste e, por último, o Centro-Oeste.

Foram estimadas ocorrências para os 19 tipos de câncer com mais frequentes e incluídos mais dois: pâncreas e fígado. “A estimativa é a principal ferramenta de planejamento e gestão da saúde pública na área oncológica, fornecendo as informações necessárias para a elaboração das políticas públicas de saúde”, frisa Ana Cristina Pinho, diretora-geral do INCA.

Prevenção

Sedentarismo, alimentação e hábitos de vida ajudam a compor a distribuição geográfica do câncer, assim como aspectos socioculturais e diferenças regionais e de distribuição de renda. O Ministério da Saúde mantém uma estratégia para reduzir os riscos de ter a doença. Por meio da Atenção Primária de Saúde (APS), o objetivo é orientar quanto a exposição de fatores de risco e a sensibilização para um modo de vida mais saudável.

Além disso, adota-se a prevenção secundária por meio do diagnóstico precoce para tratar doenças pré-malignas (por exemplo, lesão causada pelo vírus HPV ou pólipos nas paredes do intestino) ou cânceres assintomáticos iniciais.

Confira algumas dicas para prevenir o câncer:

  • Não fumar;
  • Adotar uma alimentação saudável;
  • Manter o peso corporal adequado;
  • Praticar atividades físicas;
  • Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Evitar o consumo de carne processada;
  • Evitar a exposição ao sol entre 10h e 16h.
Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
error: O conteúdo está protegido!