BrasilDestaqueManchetesSaúde

Jornal Folha de Goiás – Moradores das unidades de conservação do Amazonas recebem orientação sobre o coronavírus

Secretaria do Meio Ambiente do Amazonas lança cartilha para orientar as populações tradicionais sobre o coronavírus.

O manual faz parte da campanha “Fica na Comunidade”, lançada pela secretaria como parte das ações de enfrentamento à pandemia em áreas protegidas do Amazonas.

A cartilha de orientações reúne as principais recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), além das medidas tomadas pelo Governo do Amazonas para conter o avanço da Covid-19 no estado. O objetivo é ampliar o acesso às informações oficiais de prevenção para minimizar o impacto do coronavírus nas comunidades situadas em Unidades de Conservação geridas pela Sema.
“Muitas comunidades não recebem informações seguras sobre a doença ou sequer tem conhecimento de como se prevenir, o que torna essas populações muito mais vulneráveis ao novo coronavírus. Daí a importância de estender o máximo possível as informações de combate à doença pelo Amazonas”, destacou o secretário de estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira.

O conteúdo do manual foi totalmente adaptado à realidade das comunidades ribeirinhas, com a ilustração de situações do cotidiano e uma linguagem acessível para as populações tradicionais. Temas como a importância de permanecer na UC, protocolos para visitas a outras comunidades ou cidades, cuidados básicos para evitar a propagação do vírus e os perigos trazidos por visitantes são alguns dos pontos abordados.

Devido às limitações de circulação e transporte fluvial impostas para a contenção da pandemia, o material será distribuído, em um primeiro momento, via internet. O guia será distribuído localmente pelos gestores das UC vinculados à Sema e líderes comunitários, além de contar com o apoio da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) para a tarefa.Para impedir a propagação do coronavírus em áreas protegidas, a Sema suspendeu as visitas às Unidades de Conservação do Estado por tempo indeterminado, conforme a portaria nº 32, de 17 de março de 2020. O Governo do Amazonas também suspendeu o transporte fluvial de passageiros no estado como medida de prevenção a doença. Apenas barcos para abastecimento interno das comunidades estão autorizados.

Mostre mais

# EBC

EBC. Os artigos são de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do veículo, sendo de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo