BrasilDestaqueGoiâniaGoiásMagazineManchetesPortal Dicas de SaúdeSaúde

Jornal Folha de Goiás – Pacientes com câncer de mama participam do Dia da Beleza em hospital público de Brasília

Portal Dicas de Saúde – Maquiagem feita, pele hidratada e sobrancelha arrumada. Foi assim que eu conheci a dona de casa Ludmila Lima, de 30 anos.

Nosso encontro não foi no salão de beleza e sim em um evento para resgatar a autoestima de pacientes com câncer de mama, no Hospital Universitário de Brasília. E a felicidade de se sentir bonita estava estampada no rosto.

Sonora: “Eu vou sair daqui renovada pois então está me dando um ânimo de vida de novo. Na minha casa não tinha vontade de me arrumar. Hoje estou saindo daqui muito alegre”.

Ludmila descobriu o câncer de mama há um ano e faz tratamento de quimioterapia no HUB desde então. Ela conta que perder os cabelos comprometeu muito sua autoestima, mas que os filhos trouxeram esperança e força.

O Dia da Beleza, evento que a Ludmilla participou, acontece há 8 anos.

A ação, organizada pela Liga de Combate ao Câncer da UNB, atende pacientes em tratamento de câncer e oferece serviços de beleza, oficina de lenços e apresentações musicais.

Paula Diniz, coordenadora da liga, conta que ideia é resgatar a alegria de viver desses pacientes.

A ação deste ano contou com 50 voluntários, como a Diana Nolasco, que é dona de um spa em Brasília.

A empresária trouxe, de graça, revitalização facial e hidratação da pele. Ela conta que eventos assim trazem benefícios tanto para quem recebe quanto para quem oferece ajuda.

Para combater o câncer de mama o melhor caminho é a prevenção que favorece o diagnóstico precoce e aumenta as chances de cura.

O sistema início de saúde, SUS, oferece todo tratamento de graça, desde os primeiros exames até a quimioterapia e radioterapia.

Além disso, as mulheres contam com uma rede de apoio de diversos profissionais, como explica Jucileia Souza, coordenadora do serviço de oncologia da UNB. Ela informa que as pacientes são atendidas por psicólogos, nutricionistas, terapia ocupacional, fisioterapeutas, entre outros.

No HUB, cerca de 25% dos pacientes em tratamento oncológico têm câncer de mama. A mortalidade desse tipo de câncer no Brasil está abaixo da média mundial, com uma taxa de 13 por 100 mil, junto a países como Canadá e Estados Unidos.

Mostre mais

# EBC

EBC. Os artigos são de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do veículo, sendo de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo