Jornal Folha de Goiás – Paulo Guedes afirma que Brasil inicia longo ciclo de crescimento

Em palestra no Fórum realizado hoje em Brasília, ministro destacou potencial alimentar e energético do país

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, nesta quarta-feira (19/10), que o Brasil inicia um longo ciclo de crescimento, descolado do que se observa na economia mundial. Durante a palestra de abertura do Fórum Brasil Export 2022, em Brasília, ele explicou que o país manterá bom ritmo de desenvolvimento econômico ao longo dos próximos anos, pois já tem R$ 908 bilhões contratados em investimentos privados via processos de concessões e privatizações.

Guedes falou sobre as Reuniões Anuais do Fundo Monetário Internacional (FMI) e dos Conselhos de Governadores do Grupo Banco Mundial, ocorridas na semana passada, em Washington, nos Estados Unidos. Segundo ele, há um reconhecimento do desempenho macroeconômico do Brasil, que está crescendo mais do que as economias avançadas.

O ministro avaliou também a importância das reformas econômicas e falou de sua confiança na recuperação da dinâmica de crescimento interno baseado na transição para uma economia de mercado e de consumo de massa, com redução de impostos e apoio do investimento privado. Ele lembrou que países que seguiram modelos econômicos intervencionistas até tiveram alguns anos de crescimento, mas que se encerrou quando acabou a capacidade de investimentos públicos.

Bancos internacionais

O ministro lembrou que o presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB, na sigla em inglês) é o brasileiro Marcos Troyjo e que a instituição está investindo em infraestrutura sustentável e verde transcontinental, com recursos baratos para longo prazo que podem ser utilizados pelo setor privado para construção de portos, expansão de operações e participação em leilões de privatização.

Para o ministro, o mesmo pode acontecer no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com a visão de infraestrutura transcontinental e recursos que podem ser utilizados em obras para escoar a produção do Centro Oeste tanto pelo Norte, via ferrovias, quanto pela rodovia Transperuana, que vai até o Oceano Pacífico. O ministro salientou ainda que o processo de acessão à Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) inclui requisitos que preveem melhorias nas áreas de transporte, logística e operação portuária.

Potência mundial

De acordo com Guedes, o Brasil é uma potência alimentar, com agricultura forte e produtiva, e tem papel chave na proteção ambiental do mundo.  O ministro também falou sobre o potencial de produção de energia limpa e relatou planos de investimentos de empresas europeias, atraídas pelo menor custo para a produção de energia eólica no Brasil. Assim, o país pode produzir hidrogênio verde mais barato e exportar para a Europa.

Guedes ainda defendeu a extração das reservas do pré-sal e considerou que o petróleo tende a perder sua importância nas próximas décadas e que, por isso, é preciso extrair o óleo existente no território brasileiro rapidamente, para gerar investimentos em infraestrutura, saúde e educação.

Após a palestra, o ministro Paulo Guedes respondeu a perguntas, com a moderação do diretor de Redação do BE News, Leopoldo Figueiredo, e a participação do presidente do Conselho Internacional do Brasil Export, Jorge Lima, do presidente do Grupo Agemar, Manoel Ferreira, e do presidente da Praticagem do Brasil, Ricardo Falcão.

5/5 - (1 vote)
Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
error: O conteúdo está protegido!