Jornal Folha de Goiás – Produtos de limpeza registram as maiores variações do mês de abril

A pesquisa de valores da cesta básica, realizada mensalmente pelo Procon Anápolis, registrou em abril uma alta significativa na variação de preço dos itens de limpeza. Em primeiro lugar no levantamento aparece o litro da água sanitária com preços entre R$ 1,29 e R$ 3,49 e oscilação de 171%, seguido pelo papel higiênico, que apresenta variação de 131% (R$ 2,59 até R$ 5,99). Ocupando a terceira posição está o sabão em pó (800g), com preços entre R$ 4,39 e R$ 9,69 (121%).

Entre os produtos alimentícios, o café em pó (500g) traz uma oscilação significativa entre os estabelecimentos visitados, registrando valor mínimo de R$ 7,79 e máximo de R$ 16,99 (118%). As menores variações apresentadas foram de 6%, no açúcar cristal (5 kg), com preços entre R$ 16,25 e R$ 17,19, e no óleo de soja (900 ml), de R$ 6,39 R$ até 6,99 (9%).

Produtos que vinham apresentando grandes oscilações nos meses anteriores apareceram nesta última pesquisa dentro de uma média, mas ainda assim com valores significativos, como por exemplo o pão francês (kg), com 64% de variação (R$ 10,99 a R$ 17,99), o tomate, com valores entre R$ 4,98 e R$ 7,99 (60%), a batata inglesa, com 41% e preços de R$ 3,89 até R$ 5,49, além da banana, com oscilação de 35% e valores de R$ 3,69 até R$ 4,99.

Conforme calculado, considerando o valor médio dos produtos pesquisados, um indivíduo adulto que recebe um salário mínimo (R$ 1.302) comprometerá o valor de R$ 555 da sua renda, com a cesta básica individual, que representa 42,63% do salário. No mês de março o preço médio era de R$ 540,33, apresentando assim um aumento de R$ 14,67.

“Preocupado com o monitoramento dos preços relativos à cesta básica, o Procon Anápolis vem acompanhando de perto a variação desses itens relacionados à cesta para identificar possíveis abusos de preços nos itens pesquisados. O órgão vem buscando mensalmente entregar para a população resultados objetivos com as pesquisas realizadas para que haja economicidade, praticidade, segurança e, principalmente, clareza nas informações”, ressalta o diretor do órgão, Wilson Velasco.

A pesquisa foi realizada em 6 estabelecimentos comerciais, entre os dias 3 e 4 de abril, levando em conta 23 itens de diferentes marcas. Para conferir o relatório na íntegra, acesse https://www.anapolis.go.gov.br/pesquisas-procon/.

 

Fonte: Prefeitura de Anápolis.

Avalie o Post post
Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Call Now ButtonAnuncie: (62) 3088-2020