DestaqueManchetesMundo

Jornal Folha de Goiás – Rússia, Alemanha, França e Turquia pedem cessar-fogo

Os líderes da Rússia, Alemanha, França e Turquia ressaltaram a importância, no sábado, de um cessar-fogo duradouro na Síria, e disseram que um comitê para criar uma nova constituição deve se reunir até o final do ano.

Os líderes dos quatro países se reuniram para uma cúpula em Istambul para discutir a Síria, onde a violência esta semana na última fortaleza rebelde remanescente destacou a fragilidade de um acordo para evitar uma enorme ofensiva do governo.

Ancara, que há muito apoia os rebeldes que tentam derrubar o presidente Bashar al-Assad, e Moscou, principal aliado estrangeiro de Assad, negociaram no mês passado a criação de uma zona desmilitarizada na região noroeste de Idlib.

Idlib e áreas adjacentes são a última fortaleza dos rebeldes, que se revoltaram contra Assad em 2011. A área abriga cerca de 3 milhões de pessoas, mais da metade das quais já fugiram de outras áreas enquanto as forças do governo avançavam.

“A Rússia e a Turquia negociaram um acordo que deve ser implementado com rigor. As garantias foram feitas neste ponto … Todos nós estaremos extremamente vigilantes para garantir que esses compromissos sejam cumpridos e que o cessar-fogo seja estável e sustentável “, disse o presidente francês, Emmanuel Macron, aos repórteres.

“Estamos contando com a Rússia para exercer uma pressão muito clara sobre o regime (sírio), que muito claramente deve sua sobrevivência.”

O bombardeio em Idlib matou pelo menos sete civis na sexta-feira, a maior perda de vida em um dia desde que os ataques aéreos russos pararam em meados de agosto, disse um monitor de guerra.

Sob o acordo no mês passado, a Turquia e a Rússia concordaram em estabelecer uma zona de amortecimento de 15 a 20 quilômetros em território rebelde que teve que ser evacuada de todas as armas pesadas e de todos os combatentes jihadistas.

O presidente russo, Vladimir Putin, disse que a Turquia está cumprindo sua obrigação com relação ao acordo sobre o Idlib. O processo não foi fácil, e a Rússia planeja continuar cooperando, disse ele.

Macron, Putin, o presidente turco Tayyip Erdogan e a chanceler alemã, Angela Merkel, também pediram a convocação de um comitê constitucional até o final do ano, de acordo com o comunicado conjunto.

Erdogan disse aos repórteres que isso deve ser feito “o mais rápido possível”, acrescentando que ele espera que seja antes do final do ano.

Os participantes de uma conferência de paz síria na Rússia em janeiro concordaram em formar o comitê de 150 membros para reescrever a constituição síria, com um terceiro escolhido pelo governo, um terceiro por grupos de oposição e um terceiro pelas Nações Unidas.

O enviado da ONU, Staffan de Mistura, disse ao Conselho de Segurança na sexta-feira que Damasco agora quer que as Nações Unidas facilitem a redação da Constituição, mas não quer que ela nomeie um terço dos membros do comitê.

Jornal Folha de Goiás – Rússia, Alemanha, França e Turquia pedem cessar-fogo
5 (100%) 1 vote
Tags

# Magalhães

Magalhães é editor chefe e colunista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *