Pesquisa da UFG destaca impacto positivo dos Cursos nas Escolas do Futuro de Goiás

Uma pesquisa conduzida pela Universidade Federal de Goiás (UFG), que entrevistou ex-alunos das Escolas do Futuro de Goiás, revelou que mais de 80% dos graduados conseguiram empregos de maior qualidade e posições profissionais mais vantajosas após a conclusão de seus cursos. Os dados também indicam que aproximadamente 98% desses ex-alunos recomendariam os cursos gratuitos de tecnologia e artes oferecidos pelas unidades de ensino técnico do Governo de Goiás a amigos e familiares.

As Escolas do Futuro, que contam com seis unidades no estado, sendo cinco de tecnologia em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Mineiros, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás, além da unidade de Artes Basileu França, localizada na capital, oferecem mais de 60 cursos nas áreas de tecnologia, incluindo cursos técnicos e de capacitação com carga horária reduzida, enquanto o Basileu França dispõe de mais de 200 cursos abrangendo diversas categorias de arte, todos gratuitos.

O Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), José Frederico Lyra Netto, ressalta que os resultados da pesquisa destacam a importância de oferecer educação profissional e tecnológica gratuita e de alta qualidade no estado. Ele enfatiza o compromisso do governador Ronaldo Caiado em preparar os estudantes para um futuro de sucesso por meio da qualificação profissional.

A pesquisa evidencia que mais de 80% dos estudantes que frequentaram os cursos técnicos e de qualificação nessas instituições conseguiram empregos após a conclusão. Simony da Silva Manso, que concluiu os cursos de marketing e e-commerce na Escola do Futuro e está atualmente cursando Web Mobile, destaca o ambiente inspirador da instituição. Ela afirma ter aprendido novas ferramentas digitais e tecnologias de ponta, transformando suas aulas em experiências envolventes e personalizadas, graças à implementação de simuladores, realidade virtual e inteligência artificial.

A pesquisa foi conduzida por meio de questionários estruturados realizados por ligação telefônica e reforça a credibilidade percebida, a qualidade do ensino e a relevância dos cursos para a trajetória profissional dos egressos. A UFG está responsável pela gestão das Escolas do Futuro desde 2021.

Além disso, cada uma das Escolas do Futuro de Goiás de tecnologia recebeu investimentos de mais de R$ 7 milhões em laboratórios, incluindo equipamentos de ponta como braços robóticos e impressoras 3D. Em 2023, as unidades registraram um aumento de 21% no número de matrículas em comparação com 2022, além de um crescimento de 120% na quantidade de estudantes inscritos em cursos técnicos. Os grupos de robótica das escolas conquistaram prêmios em competições nacionais, incluindo a classificação para o campeonato mundial de robótica, que ocorrerá de 5 a 9 de agosto.

O Basileu França, por sua vez, está passando por uma ampla reforma e recebeu um investimento de mais de R$ 50 milhões em equipamentos e instrumentos apenas em 2023. Nesse período, os bailarinos e bailarinas da instituição conquistaram 15 prêmios internacionais em importantes festivais de dança ao redor do mundo.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo