Rede Hemo Solidária: Envio de 567 bolsas de sangue para Hemoraima em meio à crise humanitária venezuelana

Em uma demonstração de solidariedade e apoio, a Rede Estadual de Serviços Hemoterápicos (Rede Hemo) enviou um total de 567 bolsas de concentrado de hemácias de sangue para o Centro de Hemoterapia e Hematologia de Roraima (Hemoraima). A ação visa auxiliar na manutenção dos estoques sanguíneos em Roraima, que têm enfrentado desafios devido à crise humanitária envolvendo os venezuelanos que buscam refúgio no Brasil.

Patrícia Veríssimo, diretora do Hemoraima, destacou a importância desse envio e como ele contribuirá para a região, que tem enfrentado uma sobrecarga significativa devido à chegada de imigrantes venezuelanos e guianenses, causada pela instabilidade política na região. “Roraima lida com a sobrecarga dos imigrantes que estão fugindo da Venezuela e Guiana, por conta da instabilidade política dos últimos dias. Por causa disso, nosso hospital geral está com plano de contingência, caso haja conflito. Nossa maternidade também está superlotada de mães venezuelanas e o Hospital da Criança está lotado de crianças venezuelanas internadas. Além disso, nosso Estado está passando por mutirões de cirurgias cardíacas e oncológicas. Com certeza, essa ajuda vai ser muito bem-vinda para nós”, afirmou.

Esta é a terceira vez que a Rede Hemo de Goiás realiza o envio de bolsas de sangue para hemocentros de outros estados em 2023. Em julho, em resposta às fortes chuvas que afetaram parte dos estados do Nordeste, a Rede Hemo de Goiás enviou 450 bolsas de concentrados de hemácias para a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope) e 550 bolsas para o Hemocentro de Alagoas (Hemoal). No ano anterior, em 2022, o Hemope também recebeu apoio de Goiás, com o envio de 200 bolsas de concentrados de hemácias. A logística de transporte das bolsas é coordenada pelo Ministério da Saúde.

Denyse Goulart, diretora-geral da Rede Hemo, ressaltou que o sucesso nas campanhas de captação de doadores nos últimos meses garantiu que os estoques de sangue em Goiás estejam seguros, permitindo assim o apoio a hemocentros de outros estados. “A hemorrede nacional é extremamente unida e sempre está disponível para assegurar o atendimento de todos os brasileiros que precisam de sangue. No meio do ano, Pernambuco não teve muitas doações de sangue por causa das chuvas que castigaram os estados nordestinos. Alagoas também enfrentou dificuldades para abastecer sua rede assistencial. O Hemocentro de Roraima também nos pediu ajuda porque a demanda tem aumentado bastante por causa da migração de venezuelanos e guianeses. Ficamos honrados em poder contribuir com causas humanitárias em nosso país”, explicou.

As bolsas de concentrado de hemácias são um componente essencial do sangue, obtido através da centrifugação do sangue total, após a separação do plasma em uma bolsa satélite. Esse hemocomponente é responsável por transportar oxigênio para todos os tecidos do organismo e desempenha um papel fundamental na preservação da vida. São utilizadas no tratamento de pessoas com anemia ou que tenham sofrido hemorragias. A ação da Rede Hemo é um exemplo de solidariedade e cooperação em meio a desafios de saúde pública e crises humanitárias.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo