Revolução na mobilidade: Bilhete Único atende a mais de 60% da demanda de transporte público na região metropolitana de Goiânia

O Bilhete Único se solidifica como a espinha dorsal do transporte público na Região Metropolitana de Goiânia, superando, de acordo com dados recentes da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), a marca de 60% de toda a demanda por deslocamentos.

Desde seu lançamento em abril de 2022, o Bilhete Único desvendou um novo paradigma para os usuários do transporte coletivo, congregando cerca de 670 mil pessoas em sua rede. Sua vantagem singular permite a transição entre diferentes linhas, contornando a necessidade de passar por terminais, resultando em uma redução significativa de até 50 minutos no tempo de deslocamento. E tudo isso, com o custo de uma única passagem, fixada em R$ 4,30.

O prefeito Rogério realça não apenas os benefícios inerentes ao cartão Bilhete Único, mas também o congelamento do valor da tarifa, uma proeza alcançada pelo acordo entre a administração da Capital, o Governo de Goiás e as prefeituras da Região Metropolitana. “Além das facilidades proporcionadas pelo Bilhete Único aos cidadãos que utilizam o transporte coletivo, conseguimos, através de subsídios, manter o mesmo valor da passagem desde 2019”, enfatiza, ressaltando que a Prefeitura arca com 41,2% do rateio, mesma proporção do governo estadual.

Essa colaboração coletiva alçou Goiânia ao topo do ranking de satisfação em relação ao preço da passagem do transporte coletivo, segundo a Pesquisa de Qualidade dos Serviços Públicos realizada pela ONG Agenda Pública entre as capitais brasileiras. Desde maio de 2022 até setembro de 2023, a Prefeitura investiu mais de R$ 195 milhões em subsídios para manter o valor da tarifa.

“O Bilhete Único é apenas um dos pilares de uma série de iniciativas inseridas na gestão do prefeito Rogério, todas com o propósito de trazer inovações e melhorias aos usuários do transporte coletivo. O Passe Livre do Trabalhador e o Cartão Família são outros formatos de bilhetagem que simplificam o dia a dia dos passageiros”, ressalta Tarcísio Abreu, presidente da CMTC.

A modernização do sistema de pagamento, agora permitindo a utilização de cartões de crédito ou débito por aproximação e até mesmo Pix, é outra façanha que destaca Goiânia como um modelo a ser seguido em inovações no transporte público.

Mais liberdade e economia

Antes da introdução do Bilhete Único, o principal meio de pagamento utilizado pelos usuários do transporte coletivo na região era o Cartão Fácil. Para trocar de linha fora dos terminais, era necessário pagar outra passagem. Com o advento desse novo modelo de bilhetagem, todos os cadastros do antigo cartão foram automaticamente migrados para o Bilhete Único, permitindo que todos os usuários desfrutem de seus benefícios, inclusive os que ainda possuem o Cartão Fácil.

Agilson Leite Borges, usuário habitual do transporte coletivo metropolitano, costuma utilizar diariamente três linhas para ir de casa ao trabalho. Agora, pagando apenas uma passagem ao longo de todo o trajeto, ele realça as vantagens do Bilhete Único. “Antes, com o Cartão Fácil, precisava pagar duas passagens, pois não passava por terminal ao mudar de linha. Hoje, continuo utilizando as três linhas, mas pagando apenas R$ 4,30. Economizo tempo e dinheiro, é extremamente satisfatório”, relata.

Para determinar a melhor rota até o destino final, os usuários podem fazer uso do aplicativo SiMRmtc, inserindo origem e destino para visualizar as opções de trajeto. O Google Maps também é uma alternativa viável para o planejamento.

Como aderir

O Bilhete Único pode ser adquirido nos terminais ou em qualquer ponto de venda autorizado para recargas. Basta fornecer o número do CPF acompanhado do RG, sendo a primeira via gratuita. O bilhete é estritamente pessoal e intransferível. Para coibir o uso indevido do benefício, o sistema de segurança realiza monitoramento por biometria facial no momento da validação a bordo.

A recarga do Bilhete Único está disponível nos Pontos de Venda e Recarga Sitpass (PVR) e nas máquinas de autoatendimento nos terminais de ônibus. Adicionalmente, os créditos podem ser adquiridos online via Pix. Os passageiros podem acessar o serviço através do número de WhatsApp (62) 3110-8938.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo