Jornais de Goiás – Novembro registra melhor resultado da série histórica, com 414,5 mil novos postos de trabalho

Pela primeira vez, após o início da pandemia de covid-19, o saldo acumulado do ano ficou positivo, com a criação de 227.025 empregos até o último mês

Oministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou  que o Brasil está surpreendendo positivamente o mundo com o desempenho da economia após a fase mais crítica da pandemia de covid-19. A declaração ocorreu durante coletiva virtual para divulgação dos dados de novembro do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados- Novo Caged.

“A economia brasileira voltou em V, conforme nossas expectativas. Em vez da destruição de 1,5 milhão de empregos como na recessão de 2015, ou destruição de 1,3 milhão em 2016, nós já estamos, antes de chegar os dados de dezembro, com 227 mil empregos criados”, afirmou Guedes.

Confira a apresentação “Estatísticas Mensais do Emprego Formal – Novo Caged”

Novembro registrou o melhor resultado da série histórica, com 414.556 novos postos de trabalho com carteira assinada. Pela primeira vez, após o início da pandemia de covid-19, o saldo acumulado do ano ficou positivo. De acordo com os dados, de janeiro a novembro deste ano foram criadas 227.025 novas vagas, resultado que, segundo o ministro, consolida a retomada em V da economia brasileira.

Série histórica

O ministro também destacou o bom desempenho do mercado formal do mês de novembro, que teve o melhor saldo mensal da série histórica, iniciada em 1992. “Esse é o maior Caged da história: 414.556 novos empregos formais em novembro, com destaques para Serviços e Comércio, exatamente os dois setores mais atingidos pela pandemia”, comemorou.

Já o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco, ressaltou que todas as unidades da federação tiveram saldo positivo em novembro. E destacou o desempenho dos diferentes setores da economia brasileira. “Todas as unidades da federação com saldo positivo, todos os setores, menos o agro, positivos, mas não nos preocupa, agro é nossa mola propulsora e os dados negativos são por causa da sazonalidade”, explicou.

Benefício emergencial 

Bianco também comentou os dados do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) e disse que o programa foi fundamental para evitar demissões durante o período da pandemia. “Mais de 20 milhões de acordos realizados, beneficiando mais de 9 milhões de trabalhadores e cerca de 1,4 milhão de empresas. A missão foi cumprida, de preservar empregos e renda durante a pandemia”, finalizou.

Assista a coletiva completa:

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
error: Content is protected !!