Secretário de Finanças pede à população apoio ao Programa Centraliza

Avalie o Post post

O secretário municipal de Finanças, Vinícius Henrique Alves, em entrevista à jornalista Cileide Alves, da Rádio CBN Goiânia, insta a população a abraçar o Programa Centraliza, um plano abrangente de requalificação para o Centro de Goiânia.

Vinícius Alves ressalta a amplitude do Programa Centraliza, dividido em sete eixos temáticos, visando melhorias na moradia, lazer, trabalho, comércio, educação e investimentos. Ele enfatiza a importância do engajamento da comunidade nesse projeto vital para a região central da cidade, destacando a urgência da requalificação para proporcionar dignidade aos residentes e trabalhadores do local.

O Plano de Requalificação do Centro foi entregue à Câmara Municipal pelo prefeito Rogério, com propostas de incentivos ao desenvolvimento econômico da área central. O projeto inclui medidas como benefícios fiscais no IPTU, ITBI e Taxa de Localização, oferecendo descontos de até dez anos.

Os incentivos abrangem isenções de impostos para imóveis comerciais que passarem por reformas que preservem a arquitetura original, com isenção de IPTU por até oito anos. Comerciantes que ajustarem fachadas e publicidade também poderão obter isenções fiscais. Há previsões de isenção total de ITBI para regiões com potencial econômico, além de outros incentivos visando fortalecer o comércio, gerar empregos e atrair investimentos.

Vinícius Alves destaca a importância das mudanças na legislação propostas pelo programa, especialmente as alterações no Plano Diretor e no Código de Edificações, salientando que essas mudanças podem impulsionar investimentos e a economia local.

Ele também enfatiza a necessidade de incentivar tanto estacionamentos verticais quanto horizontais para atender à demanda prevista pelo projeto.

Além disso, Vinícius ressalta a colaboração de diferentes entidades e a relevância de projetos como a criação de um polo gastronômico e a revitalização do Bosque dos Buritis, sinalizando a expectativa de aprovação do projeto de lei para o início das mudanças no próximo ano.

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo