Goiás Inicia Campanha Antecipada de Vacinação contra a Influenza para Proteger a População Vulnerável

Avalie o Post post

Na manhã desta sexta-feira (22/03), o Governo de Goiás deu início à tão necessária Campanha de Vacinação contra a Influenza. A ação foi antecipada em um mês devido ao alarmante aumento da circulação de vírus respiratórios em todo o país. Em Goiás, a preocupação se acentua com 17 casos confirmados e três mortes pela doença.

Com o objetivo de proteger a população, especialmente os mais vulneráveis, o estado iniciou a distribuição das doses da primeira remessa do imunizante, contabilizando 240 mil unidades enviadas pelo Ministério da Saúde. Mais de 900 salas de vacinação estão disponíveis em todo o território goiano para atender à demanda.

Durante a abertura da campanha em Senador Canedo, o secretário da SES, Rasível Santos, destacou: “O objetivo da antecipação é proteger a população, especialmente os mais vulneráveis, e evitar o aumento de casos e óbitos”. Ele enfatizou ainda a importância de buscar assistência médica rapidamente ao detectar sintomas como febre e tosse.

Além da vacinação, a Secretaria de Estado da Saúde está orientando os municípios a fortalecerem suas estratégias para ampliar a cobertura. Entre as ações recomendadas estão a realização do Dia D de vacinação, busca ativa de não vacinados, vacinação em locais alternativos como escolas e áreas indígenas, e a verificação da caderneta de vacinação.

A campanha visa proteger toda a população, com atenção especial para os grupos mais vulneráveis, como idosos e gestantes.

Vacinação contra a Influenza:

A vacina oferece proteção contra os principais vírus em circulação no Brasil, apresentando três tipos de cepas de vírus em combinação. É importante ressaltar que ela pode ser administrada simultaneamente a outros imunizantes do Calendário Nacional de Vacinação.

Gleice Zanquetin Moreira, biomédica de 38 anos e gestante, foi a primeira a receber a vacina das mãos do secretário Rasível Santos. Em um apelo emocionado, ela convidou todas as gestantes a se vacinarem, ressaltando a importância da imunização tanto para elas quanto para seus bebês.

Público-Alvo:

A campanha de vacinação contra a influenza tem como público-alvo:

  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos, incluindo crianças indígenas de 6 meses a menores de 9 anos;
  • Trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas e professores dos ensinos básico e superior;
  • Povos indígenas;
  • Idosos com 60 anos ou mais;
  • Pessoas em situação de rua, profissionais das forças de segurança e de salvamento, profissionais das Forças Armadas;
  • Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independentemente da idade;
  • Pessoas com deficiência permanente;
  • Caminhoneiros, trabalhadores do transporte rodoviário coletivo (urbano e de longo curso) e trabalhadores portuários;
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas (entre 12 e 21 anos).

Crianças que receberão a vacina pela primeira vez devem tomar duas doses, com um intervalo de 30 dias entre elas.

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo