Programa Pra Ter Onde Morar entrega 717 casas a custo zero em 2023

Avalie o Post post

O Governo de Goiás, através da Agência Goiana de Habitação (Agehab) e da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), concluiu a entrega de 717 residências sem qualquer ônus pelo Programa Pra Ter Onde Morar – Construção no ano de 2023, até novembro. O investimento proveniente do Fundo Protege ultrapassa os R$ 91 milhões. O governador Ronaldo Caiado enfatizou: “As casas são cuidadosamente construídas, refletindo cuidado e respeito. É uma demonstração de aplicação responsável dos recursos públicos.”

Essa iniciativa beneficiou 19 municípios, incluindo Nova Aurora, Anhanguera, Itaguaru, Bom Jesus De Goiás, Padre Bernardo, Córrego do Ouro, Cristianópolis, Campestre, Firminópolis, Damolândia, Santo Antônio do Descoberto, São João da Paraúna, Rio Verde, Mairipotaba, Hidrolândia, Moiporá, Iporá, Santo Antônio de Goiás e Abadia De Goiás.

Segundo Alexandre Baldy, presidente da Agehab, o custo médio de cada habitação é de aproximadamente R$ 127 mil. Ele ressalta: “Este é o maior programa do Brasil direcionado a municípios pequenos, oferecendo moradias, um modelo a ser seguido por outras instâncias federativas.” Baldy prevê mais progressos para 2024, afirmando que “um total de 6 mil moradias está em processo de construção ou já foi entregue em 130 municípios, a maioria em estágio avançado e com previsão de entrega para o próximo ano.”

Para se candidatar às unidades, as famílias devem comprovar renda familiar de até um salário mínimo e residir na cidade por pelo menos três anos, como é o caso da diarista Luzineide Cruz Lima, que, agora, tem um novo lar para viver com seus quatro filhos em Santo Antônio de Goiás. “Estamos todos felizes e ansiosos para nos mudarmos logo, será uma nova vida”, comemora.

Além disso, Baldy destaca outros programas: no Crédito Parceria, direcionado a famílias com renda de até 3 salários mínimos, mais de 1.700 unidades habitacionais foram entregues. O Aluguel Social contemplou 8.800 novos cartões em 2023. A regularização fundiária beneficiou 2.015 famílias com escrituras gratuitas.

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo