ANÚNCIO

Aumento da Inadimplência em Janeiro: Após 2 Meses de Queda, Número de Consumidores Inadimplentes Sobem, Revela Serasa

O número de consumidores inadimplentes no Brasil aumentou em janeiro deste ano, após uma queda registrada nos dois meses anteriores, conforme indicado em uma pesquisa realizada pela Serasa. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve também um aumento, passando de 70,09 milhões para 72,07 milhões de pessoas inadimplentes em janeiro de 2024.

O estudo revela que os principais motivos para a inadimplência nos anos de 2022 e 2023 foram o desemprego e a redução na renda. O desemprego foi citado por 29% dos endividados em 2022 e por 22% em 2023, enquanto a redução de renda foi mencionada por 12% e 20%, respectivamente.

O cartão de crédito continua sendo a principal fonte de dívidas entre os inadimplentes, mantendo essa posição desde 2018 até 2023. No ano passado, 55% dos endividados apontaram o cartão de crédito como sua principal dívida. A pesquisa também destaca que sete em cada dez brasileiros costumam parcelar suas compras, principalmente por não terem o valor total para pagamento à vista.

Além disso, a pesquisa revela que apenas 11% das mulheres das classes C, D e E, e 16% das mulheres das classes A e B estão satisfeitas com suas finanças pessoais. No geral, 12% das faixas C, D e E, e 17% das faixas A e B afirmam estar satisfeitos com sua situação financeira.

Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva, enfatiza que medidas como combate ao desemprego, educação financeira e acesso ao microcrédito são essenciais para lidar com a inadimplência de forma abrangente e sustentável.

Para auxiliar na recuperação de crédito, o Programa Desenrola Brasil, do Ministério da Fazenda, está promovendo um mutirão de renegociação de dívidas, que ocorre de 4 a 28 de março. Mais de 700 empresas, incluindo bancos, financeiras e operadoras de telefonia, estão participando do feirão, oferecendo descontos de até 96% para ajudar os devedores a quitarem suas dívidas.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo