Imuniza Goiás: iniciativa alcança 236 municípios com foco na vacinação infantil

Avalie o Post post

O Governo de Goiás, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), tem feito avanços significativos com o Programa Imuniza Goiás, atingindo 236 municípios desde sua implementação em dezembro de 2022. Este programa visa principalmente a rápida localização e vacinação de crianças de até 2 anos que ainda não foram imunizadas, elevando assim as taxas de vacinação no estado.

Joice Dorneles, gerente de Imunização da SES, destaca a eficiência do programa. “Com informações detalhadas como contato, nome da criança, da mãe e endereço, a ferramenta permite uma abordagem direcionada e eficaz, resultando em um aumento notável na cobertura vacinal”, afirma ela.

Para 2024, o objetivo é expandir o programa para todas as faixas etárias, com foco especial nos 10 municípios ainda não participantes, assegurando uma cobertura vacinal mais ampla.

Além do Imuniza Goiás, várias outras iniciativas foram lançadas para combater as baixas taxas de vacinação. Em 2023, foi introduzido o “Vacina Mais, Goiás”, parte do Plano Estadual de Recuperação das Altas Coberturas Vacinais. Este plano alinha-se ao Pacto Nacional pela Consciência Vacinal, do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

A SES-GO também promoveu a Campanha Estadual de Multivacinação para crianças e adolescentes até 15 anos. Entre 30 de setembro e 14 de outubro de 2023, mais de 84 mil jovens foram vacinados contra 40 doenças diferentes, com 17 vacinas disponíveis.

Outra medida importante foi a lei que torna obrigatória a apresentação do Certificado de Vacinação para matrículas escolares. A lei nº 22.243/2023 abrange estudantes até 18 anos, em escolas públicas e privadas. Além disso, 1591 profissionais de saúde foram capacitados através das Atividades de Vacinação de Alta Qualidade (Avaq) do Ministério da Saúde.

Essas ações resultaram em melhorias nas taxas de vacinação. Por exemplo, a cobertura da vacina tríplice viral subiu de 80,8% para 83,75%, enquanto a vacina contra poliomielite passou de 73,70% para 77,31%. A Hepatite A também viu um aumento, de 69,30% para 74,31%.

Apesar desses avanços, a gerente da SES ressalta que ainda há trabalho a ser feito para alcançar a meta de 95% de cobertura, conforme preconizado pelo

Ministério da Saúde. “Vamos continuar com as estratégias que temos implementado e também enfatizar a conscientização sobre a importância da vacinação. As vacinas são seguras e têm sido fundamentais na prevenção de doenças imunopreveníveis por muitos anos”, finaliza a gerente da SES, destacando a necessidade de melhorar ainda mais os índices de imunização no estado de Goiás.

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo