Programa estatal de habitação concede 717 residências sem custo em 2023

Avalie o Post post

No decorrer de 2023, a parceria entre a Agência Goiana de Habitação (Agehab) e a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) resultou na distribuição de 717 residências sem custo do Programa Pra Ter Onde Morar – Construção até novembro, totalizando um investimento superior a R$ 91 milhões provenientes do Fundo Protege.

A ênfase na qualidade das habitações é destacada pelo governador Ronaldo Caiado, que ressalta: “As casas têm acabamento bem feito, têm carinho. As pessoas se sentem respeitadas e enxergam que o dinheiro público está sendo bem aplicado.”

Dezenove municípios foram beneficiados por esse programa, incluindo localidades como Nova Aurora, Anhanguera, Itaguaru, entre outros listados.

Cada unidade habitacional, conforme detalha o presidente da Agehab, Alexandre Baldy, tem um custo médio de R$ 127 mil. Baldy enfatiza a singularidade do programa, mencionando-o como o maior do país a beneficiar pequenas cidades com moradias, apontando-o como modelo para outros entes federativos seguirem.

Baldy projeta um ano vindouro repleto de avanços, observando que há um total de 6 mil moradias em construção ou já entregues em 130 municípios. A maior parte das obras está em estágio avançado, com previsão de entrega para o ano subsequente.

As condições para concorrer às residências incluem comprovação de renda familiar de até um salário mínimo e residência mínima de três anos na localidade. Um exemplo é Luzineide Cruz Lima, diarista em Santo Antônio de Goiás, agora contemplada com um novo lar para seus quatro filhos: “Está todo mundo feliz e ansioso para mudar logo, teremos uma nova vida”, comemora.

Além do Programa Pra Ter Onde Morar, Baldy destaca outros programas de habitação em vigor. O Crédito Parceria, direcionado a famílias com renda até 3 salários mínimos, já entregou mais de 1.700 unidades habitacionais. O Aluguel Social também teve um impacto positivo, distribuindo mais de 8.800 novos cartões em 2023. A regularização fundiária não ficou para trás, beneficiando 2.015 famílias com escrituras gratuitas.

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo